quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Cuidados com o ganho de peso das crianças nas férias

Dados divulgados pelo IBGE apontam que uma em cada três crianças de cinco a nove anos está acima do peso. Segundo especialista, as duas principais causas da obesidade infantil são a má alimentação e sedentarismo.


Período de férias escolares e hora de relaxar. Mas, muitos pais acabam se descuidando também da alimentação das crianças e adolescentes, que ficam sujeitos ao ganho de peso. O sobrepeso e a obesidade vêm crescendo cada vez mais no país, principalmente entre as crianças.Dados divulgados recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Ministério da Saúde apontam que uma em cada três crianças de cinco a nove anos está acima do peso recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Entre os meninos, 16,6% são obesos, enquanto as meninas somam 11,8%. 

Segundo o gastroenterologista Bruno Sander, especialista em tratamentos para a obesidade e endoscopista, as duas principais causas da obesidade infantil são a má alimentação e sedentarismo.“Com a facilidade de oferta de alimentos prontos, com baixo valor nutricional e elevada quantidade calórica, as nossas crianças têm tido acesso a uma alimentação cada vez menos saudável”.

A obesidade infantil pode ocasionar complicações em curto e em longo prazo, além de aumentar o risco de uma série de outras doenças, como:

Colesterol alto
Hipertensão
Doença cardíaca precoce
Diabetes tipo 2
Distúrbios do sono
Depressão
Asma e outras doenças respiratórias
Problemas de comportamento

Para avaliar se uma criança está obesa, o médico orienta que não se deve usar apenas como referência o Índice de Massa Corporal (IMC), mas também o gráfico de percentil, encontrado no cartão de vacina da criança. “Dessa forma, as crianças que estiverem com o peso superior à curva do gráfico deverão receber uma atenção maior”, disse. 

A hora de buscar ajuda médico para o tratamento

Após detectar o aumento de peso, o especialista orienta que o primeiro passo é buscar ajuda médica. “O tratamento da obesidade é complexo e multidisciplinar. Não existe nenhum tratamento farmacológico que não envolva mudança de estilo de vida. Para as crianças e adolescentes que estão acima do peso ou com obesidade leve, sem risco de desenvolver outras doenças, pode ser recomendada apenas a manutenção do peso”. 

Já para crianças com obesidade instalada e risco de desenvolver outras doenças, o médico garante que a perda de peso é fundamental. “O emagrecimento deve ser lento e constante, e os métodos são os mesmos adotados para adultos, ou seja, comer uma dieta saudável e praticar exercícios. Também é muito importante a mudança de hábitos e apoio de toda a família, para servir como exemplo e incentivar a criança ou adolescente nesse processo de mudança”, declarou Sander. 

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

“Ano novo, vida nova!”

Especialista dá dicas sobre como avaliar o que se passou e planejar mudanças para 2017.


O dito, que já virou popular, “ano novo, vida nova” revela que mesmo em tempos de crise econômica e tantos problemas de ordem pública, o início de um novo ano leva as pessoas a refletirem dentro de um contexto pessoal e estabelecerem metas para ser diferente. Em geral, a maioria das pessoas pensa positivamente e desejam melhorias na política, mais saúde, viver um amor, ganhar mais dinheiro e por aí vai. O que ninguém quer é repetir as dificuldades vividas no ano passado.

Mas, Sônia Eustáquia Fonseca, psicóloga e sexóloga explica que para não ter mais um ano frustrado por não conseguir alcançar os objetivos traçados, o ideal é fazer um planejamento otimista e possível, dentro de cada realidade.Segundo Sônia, se cobrar pelo não acontecido, pode trazer sérias consequências para a vida prática e emocional das pessoas. “Se construirmos a cada ano um “megaprojeto” no qual a idealização e a fantasia se destacam das reais condições de realizá-lo, podemos nos deparar com uma soma de decepções e sensações de fracassos”.

De acordo com a especialista, os exemplos mais comuns de mudanças que as pessoas desejam conscientemente envolvem parar de fumar e/ou beber, melhorar os hábitos alimentares, fazer atividade física, estudar mais, mudar profissionalmente e melhorar os relacionamentos afetivos. “De uma coisa podemos ter certeza: está dentro de nós a capacidade de superação e dar a volta por cima após experiências negativas. Por isso não precisamos ter medo do novo ou de ousar. Mesmo quando não dá certo podemos tirar lições de aprendizado dos erros cometidos e das adversidades”, afirmou.

Para a psicóloga, saber lidar com o fracasso em alguns momentos pode ser o grande “X” da questão. “A maneira que cada pessoa lida com a dor nas dificuldades varia muito. Há aqueles que facilmente se responsabilizam pelos fatos, esses conseguem melhor encontrar a solução e assim superar. Outras colocam a responsabilidade do problema em fatores externos e aparentemente fora de controle, essas sucumbem e passam a desacreditar em si mesmas. Tudo vai depender do fator autoestima e da capacidade de discernimento. Mesmo quando fracassam, as pessoas que têm essas qualidades se equilibram e continuam acreditando em si mesmas”, explica.

Dicas para planejar 2017 melhor:

- Reveja o que você quer mudar no corpo físico, emocional e nas relações interpessoais. Com base nessa autoavaliação, estabeleça metas de curto, médio e longo prazo. 
- Tente compreender o que você precisa fazer, ser e viver para ser uma pessoa melhor, principalmente em ações. Essa boa disposição, mesmo que intelectual, sem dúvida pode auxiliar nessa reflexão para mudanças e planos de final de ano.
- Seja uma pessoa de bem consigo mesma e ajude quem estiver próximo a você para ser também. Não se trata de dar lições de moral, mas de ajudar cada um a encontrar seus próprios potenciais internos e a fazer o melhor deles em favor de si mesmo.
- “Não existe um bem em si mesmo; ele é construído e conquistado”, conclui.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Top Profissional 2016 – Premiação


O médico Bruno Sander recebeu no último dia 14, o prêmio Top Profissional 2016 na categoria Saúde, pela Revista Exclusive e o Jornal Band Minas cobriu o evento. Confira!

                                                           www.youtube.com

Cuidados com os cabelos com a chegada do Verão

Alguns cuidados antes e durante o Verão podem prevenir danos e manter os fios saudáveis durante a estação.


Com a chegada do verão, os cuidados para manter os cabelos saudáveis e bonitos devem ser redobrados. A exposição ao sol, água do mar e de piscina, e até mesmo a forma de prender os cabelos podem acabar danificando os fios deixando-os quebradiços, sem vida, ressecados e com pontas duplas. 

O dermatologista, Paulo Antônio Júnior, explica que para preparar o cabelo para os dias mais quentes é importante mantê-los limpos, escovados e evitar a umidade no couro cabeludo. “Durante o Verão, aumenta muito a transpiração e por isso é de extrema importância realizar lavagens com mais frequência, evitar o uso de chapinha e muita exposição a secadores de cabelo com temperaturas altas. É recomendado ainda aplicar um finalizador após a escova e algum produto que aja nas cutículas para evitar a quebra e pontas duplas dos fios”. 

De acordo com o especialista, é importante usar produtos específicos para essa estação. “Para cada época do ano e dependendo da exposição à água do mar e piscinas, o ideal é realizar hidratações com mais frequência para maior proteção capilar. Vale ressaltar que para evitar danos causados pela exposição ao sol, água do mar e de piscina é preciso uma lavagem mais frequente para remoção do cloro e sal. Além de usar shampoos adequados ao tipo de cabelo e condicionadores, seladores capilares no final ou após a escova”, explica.

Cuidados diferentes para cabelos diferentes

O médico ressalta que existe uma diferença de cuidados entre cabelos claros e escuros. “Um cabelo claro requer maior atenção já que resseca com maior facilidade, além de ser mais frágil e propicio a queda. As loiras precisam de mais atenção nessa época, aumentar as hidratações, principalmente em cabelos com exposição a químicas diversas e colorações. Uma dica é usar máscaras caseiras a base de babosa, abacate, iogurte e mel”, conclui. 

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

A intolerância nas redes sociais

Especialista fala sobre como a internet revela a intolerância dos brasileiros às diferenças.


Um estudo realizado recentemente pela plataforma digital “Comunica Que Muda”, monitorou a internet com o auxílio de um software e concluiu que a intolerância de maior audiência no Brasil é a política, com quase 220 mil menções; à misoginia, que é a aversão às mulheres, aparece em segundo lugar; seguida por preconceitos relacionados à orientação sexual, deficiência, aparência, raça dentre outras. No total foram analisadas 393.284 menções feitas por internautas de todo o país, em redes como Instagram, Twitter e Facebook. Expressões como cabelo ruim, gordo, vagabundo, retardado mental, boiola, malcomida, golpista, velho e nega foram as expressões predominantes. 

Sônia Eustáquia Fonseca, psicóloga e sexóloga explica que a intolerância nas redes é resultado direto de desigualdades e preconceitos sociais em geral e não é uma invenção da internet. “O que ocorre é que o ambiente em rede facilita que cada um solte seus “demônios”, ao dar a sensação de um pretenso anonimato. O mundo virtual é, portanto, mais uma forma para que os intolerantes se manifestem e ampliem o seu alcance”. 

Intolerância sexual

A intransigência com a mulher e com a homossexualidade data-se de longos tempos, incluindo inclusive violência. De acordo com a especialista, as redes sociais apenas amplificaram os discursos existentes no nosso dia a dia. “No fundo as pessoas são as mesmas, nas ruas e nas redes. Infelizmente o Brasil lidera as estatísticas de mortes na comunidade LGBT, mata muito mais negros do que brancos e aparece em quinto lugar em homicídios de mulheres”, disse. 

Ela acredita que exista um complexo de inferioridade frente ao homem. Para a psicóloga, a mulher ainda não se posicionou como deveria depois de tantos anos de luta. “Foram muitos séculos de repressão. Os gifs e memesviralizam nas redes sociais com dizeres que pormenorizam e depreciam o gênero feminino, e o mais absurdo nisso é que esses posts são compartilhados por mulheres. São mães, trabalhadoras, irmãs, amigas que não enxergam o machismo velado, das desigualdades no mercado de trabalho, da violência psicológica. Precisamos tomar cuidado!”, alerta.

Em relação à homossexualidade, a especialista lembra que a homofobia é uma manifestação de ódio à diferença, mas, sobretudo um atentado à dignidade da pessoa e que alguns posts podem incentivar e influenciar muitos.


Presencial X Virtual

De acordo ainda com Sônia, há um clima de radicalização permanente na web, em torno de qualquer assunto e formam-se dois ou mais blocos de opinião absolutamente opostos, sem nenhum espaço para mediações. “Parece que as pessoas têm mais coragem quando estão online. Mas a internet, como qualquer tecnologia não é em si mesma boa ou má. O Brasil sofre de um problema crônico de educação virtual. Somos imaturos. A sensação de segurança mistura-se a uma falsa ideia sobre a liberdade de expressão. A ideia de estar livre para disseminar comentários maldosos acontece porque a pessoa acredita que não será encontrada, já que a internet é uma plataforma recente”, afirmou.

Ela ressalta que é fundamental que as pessoas tenham noções de cidadania desde os primeiros cliques. “Também é preciso incorporar políticas públicas para tratar de direitos humanos e liberdade de expressão. O Facebook diz que criou mecanismos para receber denúncias de ódio, racismo e intolerância. Falta pensar em algo que promova o debate de ideias que caracteriza um espaço genuinamente democrático”, finalizou.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Cuidados com a pele para o final do ano e chegada do Verão

Uso de demaquilantes, sabonetes apropriados e protetores solares devem ser intensificados para a pele receber a produção de maquiagens para as festas de final de ano, além da exposição excessiva ao sol durante as férias.
As festas e férias de final de ano já estão chegando e é hora de começar a pensar e se preparar para essa época. Mas, alguns cuidados com a pele são muito importantes devido ao calor e a chegada do Verão. A dermatologista Adriana Biagioniexplica que o uso de demaquilantes, sabonetes apropriados e protetores solares são essenciais durante todo o ano, mas neste período, algumas medidas podem ajudar a intensificar os cuidados e a proteção da pele para receber maquiagens, além da exposição excessiva ao sol durante as férias. “Nesse períodoaumentam as atividades realizadas ao ar livre e, consequentemente,os riscos de queimaduras, câncer de pele e outras doenças. Sem contar que o uso excessivo de maquiagem também pode ser prejudicial, por isso, todo cuidado é pouco”.
A especialista lembra que o corpo todo fica mais exposto nessa época do ano, mas que os pés também merecem atenção especial devido ao uso mais frequente de sandálias.“Além do uso de filtros solares adequados à cor e tipo de pele, fazer o uso de hidratantes, inclusive nos pés, e evitar o uso de buchas durante os banhos ajudam e muito nesses cuidados”, disse.
Ela ressalta que os cuidados com a pele devem começar ainda na infância. “Desde cedo podemos orientar nossos filhos quanto ao banho, uso de filtro solar adequado à idade (acima de 6 meses), a importância da alimentação e ingestão de água. Isso tudo reflete em nossa pele”.
Já para quem precisa de uma “ajudinha”, a médica garante que alguns tratamentos podem auxiliar. “A aplicação de toxina botulínica e os preenchimentos são muito procurados nessa época, já que promovem jovialidade sem exageros. Todo mundo quer estar bem para as festas de fim de ano, mas é preciso buscar orientação com um profissional adequado”.
Cuidados com a maquiagem
Em tempos de muitas festas, alguns cuidados ao passar uma maquiagem e a forma correta de limpar o rosto também são fundamentais para ter uma pele saudável. A dermatologista ensina a forma correta.“Limpar o rosto antes da maquiagem, passar um lenço com uma pedrinha de gelo e aplicar um primer ou um BB cream ajudam a maquiagem a durar mais. Para remover a maquiagem é recomendado o uso de loções demaquilantes ou de limpeza próprios para produtos à prova d’água. O ideal é não precisar esfregar muito os olhos e nem o rosto ao remover uma maquiagem”, conclui Adriana.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Corpo de Verão

Especialista dá dicas para quem quer entrar em forma no Verão


É comum darmos uma exagerada na alimentação durante as comemorações de fim de ano. E ao mesmo tempo, todo mundo quer estar “em forma” para curtir as férias de Janeiro e o Verão. Algumas dicas podem ajudar quem quer perder os “quilinhos” extras e entrar em forma para a estação mais quente do ano. 

Nina Caselato, nutricionista clínica e funcional dá dicas para quem não conseguiu se organizar durante o ano, mas quer correr atrás do prejuízo e chegarbem no Verão.“O ano ainda não acabou. Você não precisa deixar para o ano que vem. Sempre é possível melhorar sua alimentação. Foque em alimentos frescos e que podem acelerar seu metabolismo como canela, gengibre, pimenta caiena, chás, limão”, afirmou. 

Dicas para emagrecer mais rápido e definir o corpo

Existem alguns truques para acelerar o metabolismo como tomar alguns sucos, eliminar o carboidrato por algum período, fazer jejum por algumas horas, não comer alimentos industrializados. Quem quer emagrecer mais rápido e definir o corpo precisa fazer uma alimentação balanceada com proteínas, gorduras boas (coco, abacate, castanhas, azeite) e carboidratos complexos (batata doce, mandioca, inhame, cara). Cada um tem um metabolismo, mas em média,duas semanas é o tempo necessário para começarem as mudanças no organismo e no corpo. 

Para desinchar

Abuse, principalmente, dos chás de dente de leão, cavalinha, hibiscos e oliveira, que ajudam a “secar” mais rápido porque facilitam na retenção de líquidos. Sucos com pepino e aipo também ajudam muito. 

Evite comer 

Evite comer além da conta. Nada é proibido, mas é preciso moderação. Além dos benefícios visíveis no corpo, uma alimentação saudável melhora a disposição, na sensação de leveza, reduz a celulite e a flacidez. É importante focar na ingestão de líquidos para manter a hidratação. É recomendado consumir alimentos da época como frutas vermelhas que, além de mais baratas, tem mais nutrientes.